Os custos de saúde e produtividade nas empresas são influenciados pelos perfis de risco de saúde dos trabalhadores, além das características demográficas da população.

Pessoas que têm altos níveis de estresse, hipertensão, diabetes e são obesos ou deprimidos têm custos mais altos com a saúde e são menos produtivos se comparados àqueles com bons hábitos de saúde.  

Ao investir em práticas com foco no perfil de risco de saúde dos funcionários, as empresas podem esperar reduções de custos e melhorias nos indicadores de saúde e produtividade. Porém, devem considerar quanto de recurso financeiro precisa ser investido para obter estas reduções de risco e economia.  

Assim, o Cálculo do Retorno do Investimento (ROI) pode auxiliar o gestor de saúde e sua equipe na avaliação das ações e programas já implementados e planejamento estratégico da atuação em Saúde Corporativa.  

As empresas que possuem programas de saúde implementados e, até mesmo, aquelas que atuam de forma pontual nas práticas de promoção da saúde, podem prever um ROI ou níveis desejáveis de custo de um programa, assim como estimar, de forma retrospectiva, os custos acumulados com programa e sem programa, e a economia das despesas para as diferentes intervenções executadas.  

Esta prática assegura maior assertividade nas decisões sobre os investimentos em saúde e bem-estar, uma vez que pode orientar, diante do perfil dos trabalhadores e práticas já executadas, onde novos recursos investidos terão maior impacto.

Conte com o Sesi Saúde para calcular o Retorno do Investimento das ações e programas de saúde da sua empresa e potencializar suas práticas de gestão. Para saber mais, acesse os serviços do Sesi Saúde Bahia para a Sua Empresa. E caso tenha alguma dúvida entre em contato conosco!