No inverno, é comum que o corpo fique mais suscetível a gripes, resfriados e outras doenças que surgem quando as temperaturas caem. Por isso que é tão importante manter uma alimentação saudável para fortalecer o sistema imunológico e deixar saúde em dia. 

Você sente mais fome no inverno? Com temperaturas mais baixas, temos um gasto energético maior, porque o organismo trabalha mais para manter um equilíbrio na temperatura corporal. Confira algumas dicas para manter uma boa alimentação e reforçar a sua imunidade durante esta época do ano: 

1- Hidrate-se! Com o clima frio a vontade de beber água pode diminuir, mas a necessidade de se manter hidratado permanece para todas as estações e o consumo de água deve permanecer mesmo quando não sentimos sede.

2- Alimentos ricos em vitaminas A, B, C, D e E, além de minerais como o zinco e o selênio ajudam no reforço da imunidade. Veja na tabela abaixo onde pode encontrar esses nutrientes:


NUTRIENTESPRINCIPAIS FONTES  
Vitamina C
Laranja, limão, acerola, abacaxi, rúcula, agrião, espinafre e brócolis
Vitamina D
Vitamina D: óleo de fígado de bacalhau, ovos e cogumelos secos
Vitamina A
Vitamina A: cenoura, manga, couve, brócolis, espinafre, escarola, leite, gema de ovos, fígado bovino e peixes
Vitamina E
Vitamina E: avelãs, nozes, semente de girassol, amêndoas e azeite de oliva
Vitamina B
Vitamina B: melancia, manga, banana, frutos do mar, laticínios, castanhas, tofu, abacate, carnes, ovos e batatas
Zinco

Zinco: ostras, carnes vermelhas, feijão, lentilha e sementes de abóbora

SelênioSelênio: castanhas, farinha de trigo, gema de ovos 

3- Vontade de tomar uma sopa? Ao preparar sopas, caldos ou cremes acrescente sempre uma fonte de proteína para garantir mais saciedade. Você pode escolher entre ovos, queijos e carnes mais magras ou grãos; 

4- Mantenha uma rotina de horários, organize e planeje suas refeições para não concentrar uma grande quantidade de alimentos em um determinado momento;

5- Aproveite o período para beber chás e sucos de frutas naturais, principalmente as que são fonte de vitamina C. Os chás exercem também a função de auxiliar o sistema digestivo, mas para quem tem o hábito de adoçar, é importante ficar atento na quantidade que consome;

6- Não podemos esquecer do sono. O corpo precisa desse repouso para se recuperar e manter-se forte. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), adolescentes de 14 a 17 anos devem descansar por oito a dez horas; jovens adultos, até os 64 anos, pelo período de sete a nove horas e idosos, de 65 ou mais, de sete a oito horas por dia. 

CONTE COM O APOIO DO SESI 

A alimentação saudável ainda é um desafio para muitas pessoas e o SESI Saúde oferece acompanhamento nutricional (presencial e online) de acordo com o seu objetivo. Todo cuidado para você com a qualidade dos nossos profissionais. 

Para melhor atendê-lo nossos nutricionistas realizam uma consulta detalhada para a prescrição de um plano alimentar individualizado, considerando suas necessidades sistêmicas e demandas metabólicas. Ao estimar o estado nutricional do indivíduo, detectando suas necessidades alimentares, é possível intervir de maneira adequada na manutenção ou recuperação do estado de saúde do paciente. 

Busque sempre o acompanhamento desse profissional para equilibrar a sua alimentação, auxiliar na prevenção de doenças, promover mais qualidade de vida, manter a segurança alimentar e contribuir para a prática da alimentação saudável. As condições listadas a seguir, também indicam sinal de alerta sobre nossa saúde alimentar e a necessidade de uma visita ao nutricionista: 

  • Obesidade; 
  • Colesterol alto; 
  • Hipertensão; 
  • Constipação ou alteração nas fezes; 
  • Hipoglicemia ou hiperglicemia; 
  • Problemas cardíacos; 
  • Falta de disposição; 
  • Problemas circulatórios; 
  • Alergia ou intolerância a alguns alimentos. 

A consulta inclui: 

  • Avaliação dos exames bioquímicos mais recentes; 
  • Análise dos nutrientes ingeridos habitualmente buscando identificar os possíveis excessos e deficiências nutricionais; 
  • Avaliação do histórico clínico familiar para a prevenção de doenças crônicas; 
  • Elaboração do diagnóstico nutricional; 
  • Elaboração de uma estratégia personalizada para alcançar os objetivos traçados como perda de gordura e ganho de massa muscular; 
  • E na modalidade presencial, inclui ainda a avaliação de bioimpedância.  

É recomendado que a visita ao nutricionista aconteça pelo menos uma vez a cada 45 dias. Quando atingir os seus objetivos, você poderá receber alta ou passar para um acompanhamento de manutenção semestral ou anual.  O nutricionista fará orientações individualizadas sobre os retornos de acordo com a sua necessidade. 

Investir na saúde alimentar é estimar por uma vida de qualidade e com longevidade. Para saber mais sobre nossas soluções de saúde, acesse "Para você e sua família".